segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Africa aos extremos

É interessante notar que na África há um paradoxo entre a pobreza do povo e a riqueza da terra. Ao mesmo tempo em que o continente concentra os piores índices de desenvolvimento humano, também tem reservas de extraordinárias riquezas naturais, como o petróleo, diamante, ouro, cobre, cobalto e coltan (liga metálica usada na fabricação de componentes eletrônicos). Porém parte dessas riquezas foi drenada para financiar a violência contra as próprias populações africanas - como, por exemplo, os “diamantes de sangue” da Angola, Congo e Serra Leoa. Outra parte enriqueceu grandes investidores estrangeiros, com as bênçãos de governos instáveis e corruptos.

2 comentários:

Luluuh disse...

=* bjs para todos e parabéns pelo blog!!!


ps: Rafa t-dolu

Solveig disse...

Escolhi postar aqui. Por quê??!!!! Porque como professora de Língua Portuguesa , com foco na produção textual, interessam-me as correlações , que apontam contrastes, que buscam causalidade/efeito. O blog está bastante informativo, traz abordagem ampla, variada e faz uso de bastantes (é no plural, mesmo!!!!!) recursos da midia. A turma está de parabéns. Apenas, se me permitem, como professora da língua-mãe, devo advertir que "o verbo haver, na acepção de "existir", é "impessoal", o que significa dizer que "não tem sujeito". Por essa razão, permanece, invariavelmente, no singular, em qq tempo e modo". Não vou dizer em que parte do blog houve a ocorrência, mas fica a proposta de encontrarem e corrigirem. É uma contribuição para um trabalho cuja qualidade é inquestionável. Parabéns, de novo.
Profª Solveig